O fator emocional

Por sugestão da Jasmin, nas próximas férias da Pascoa vamos à Ilha Terceira, com ela e com a família. Muito se tem falado desta nossa “pérola”, os Açores, e nós vamos finalmente conhecer-la!

O que me levou a escrever este post foi a resposta que recebi por parte da proprietária da casa onde vamos ficar. Hoje em dia existe uma enorme variedade de opções de reservas online – voos, hotéis, casas, apartamentos, aluguer de viaturas, atividades variadas, enfim, há tudo à nossa disposição. Em casa, sentados no sofá, conseguimos organizar todos os aspetos relacionados com uma viagem. Isso é fantástico e super prático, mas impessoal. Fotografias bonitas, descrições pormenorizadas, alojamentos com características idênticas, preço por noite igual… afinal, em que se vai basear a nossa escolha e o que é que nos vai fazer decidir por exemplo, entre um alojamento em detrimento de outro? Depois de contas feitas e de todo o processo racional nos ter conduzido para determinada escolha, o fator emocional é que vai realmente fazer a diferença.

O site que habitualmente utilizo para as reservas de alojamento, o Aribnb, “trabalha” bem este aspeto. Para além de disponibilizar todas as vantagens da reserva online, tenta humanizar o processo ao convidar à partilha de informações pessoais entre o hóspede e o anfitrião.

Foi precisamente a resposta da anfitirã da casa  Lost in Terceira que me fez sentir envolvida com a família dela.  Há um leque variado de opções de alojamento na Ilha Terceira, casas giras, preço por noite idêntico, perto umas das outras… mas foi esta partilha que fez com que eu tivesse a certeza que esta era a opção certa para nós.

Vai ser muito bom conhecer a Adilia, o seu filho e a sua filha, o irmão, a sobrinha e até as cadelas e os gatos… já falta pouco!

A Adília  cativou-me com as suas palavras e as minhas expectativas em relação a esta estadia são altíssimas. Já vou sair de casa com outro sentimento, com a certeza de uma recepçao calorosa, de uma casa onde já me conhecem e onde certamente me vou sentir bem.

Num mundo cada vez mais estereotipado, num universo de bom gosto e de boas ofertas de alojamento, o que distingue uns dos outros são os pequenos pormenores que nos “tocam” e que mexem com as nossas emoções … sim, é o mundo do emocional que nos comanda!

Fica prometido, depois da Páscoa, voltarei para vos contar mais sobre estes novos amigos da Ilha Terceira.

Até breve…

3 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s