Pais Modelo II

Olá a todos!

Espero que a pequena experiência do último artigo, em relação à modelagem enquanto pais, tenha corrido bem e tenham sido capazes de repetir e transportar para o vosso dia a dia.

A repetição e a prática são fundamentais para a aquisição de competências e os nossos filhos são a nossa maior fonte de inspiração.

Neste artigo vou fornecer-vos algumas ferramentas práticas, para ganharem mais consciência das vossas competências parentais e de como afetam os vossos filhos. Também partilharei dicas de como colocar em prática pequenas mudanças no dia a dia familiar.

Através deste questionário poderão ver algumas das vossas competências parentais e a auto-avaliação das mesmas.

https://pt.surveymonkey.com/r/DVQQWBN

E, através do seguinte questionário, poderá verificar como essas mesmas competências impactam os seus filhos.

https://pt.surveymonkey.com/r/DJXSLXX

Ambos os questionários demoram 1 minuto a preencher.

A pontuação de ambos, não pode ser considerada boa nem má, é apenas uma referência, um guia para que possam estabelecer objectivos de competências parentais, que é o passo seguinte.

Se tiver acima de 18 pontos, poderá significar que se sente mais confortável com as suas competências parentais, se tiver menos de 18 pontos, é porque gostaria de melhorar algumas competências parentais. Em ambos as situações, há sempre alguma situação que gostaríamos de ver melhorada. Vamos a isso.

O importante é que este questionário, lhe permita seleccionar uma, e só uma competência que gostaria trabalhar.

Escolha uma que lhe é mais querida e importante e que, tem um maior impacto enquanto modelo, no seu filho/a.

Por exemplo, “Quero ser uma mãe/pai mais divertida”.

De seguida, escolha 3 acções que ao longo do dia lhe vão permitir ser uma mãe mais divertida:

1 – Colocar lembretes e post-its em casa, com frases divertidas.

2 – Uma vez por semana, ajudar os meus filhos a quebrarem uma regra “divertida”. Por exemplo, molhar o chão da casa de banho todo enquanto toma banho e rirem-se disso!

3 – Ao fim de semana e uma vez durante a semana, tornar as refeições em algo divertido, por exemplo, cada um conta um anedota, ou a parte mais divertida do seu dia.

Este é apenas um exemplo de como poderá, ser específico, na atribuição de ações que lhe vão permitir chegar ao seu objetivo.

Pense em situações pequenas, que não requerem grande esforço, mas que o impacto pode ser grande na qualidade de vida familiar.

Inclua os seus filhos na criação destas ideias. Eles vão-se divertir imenso e participar com mais motivação.

Experimente fazer estas 3 ações durante uma semana consecutiva, se não lhe fizer sentido altere e adapte. Repita durante todo o mês.

No final da semana/ reveja os momentos que passou com os seus filhos e que mudanças e impacto comportamental e de modelagem poderá ter acontecido.

Partilhe connosco, é na partilha que crescemos e somos mais felizes:)

No próximo artigo falarei um pouco da importância dos valores e como trabalhamos os mesmos para estarem de acordo com as nossas crenças, com a nossa família e a nossa forma de estar na vida.

Até já!

Elena

 

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s