Alimentação de Cinderela

Hoje vou escrever-vos sobre alimentação, e de futuro talvez vos “massacre” um pouco com esta temática, uma vez que ocupa algum tempo dos meus pensamentos e da minha literatura.

Comecei a pensar e a interessar-me pela alimentação quando tive o meu primeiro filho e li sobre a introdução de alimentos ao bebé. Aprendi que o exemplo é a melhor forma de os ensinar. Nada mais motivacional que os nossos filhos para mudarmos para bons exemplos. Como nos explica aqui, e muito bem, a nossa Elena.

Fui comendo a sopa e a fruta junto com o meu bebé, e depois disso, tudo foi acontecendo devagarinho ( acho que é aqui que está o segredo), fui mudando a minha alimentação de forma prazerosa. Entendi, finalmente, a famosa máxima “Somos aquilo que comemos”. Senti na pele (literalmente), que os alimentos têm influência direta na nossa disposição e energia. E adorei sentir-me assim.

Por isso concordo quando dizem que a melhor dieta de todas não é uma dieta. É um estilo de vida. Concordo quando dizem que antes de mudarmos a nossa alimentação temos de mudar o nosso pensamento.

Comer bem não é para emagrecer, é para viver bem.

Treinar não é para emagrecer, é para viver bem.

Os efeitos secundários de viver bem: emagrecer (o que nós agradecemos e aceitamos de bom grado).

Quase sempre desistimos das dietas pois não entendemos a verdadeira essência da reeducação alimentar. Por isso eu digo não às dietas e sim à reeducação alimentar. Se adquirirmos um pequeno hábito para a vida, vale mais que qualquer dieta.

Dicas práticas:

  1. Se for usuário de redes sociais siga aquelas páginas de alimentação saudável. Somos influenciados por aquilo que vemos, portanto rodeemo-nos daquilo que queremos (isto vale para tudo, não só para a alimentação). A sério que resulta.
  2. Compre para a sua despensa de casa só a alimentação que pretende fazer. Assim, naqueles dias de gula tipo “Ambrósio apetecia-me algo”, vai ter de se desenrascar e fazer a comida mais gostosa possível com o que tem em casa, e talvez se surpreenda.

IMG_3485

Conseguem imaginar o meu orgulho na caixa do supermercado?

Cinderela

2 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s