A culpa é das mães, sim senhora.

Se constipou, a culpa é da mãe, porque não o agasalhou.

Se fez bronquiolite, a culpa é da mãe, porque não reagiu a tempo.

Come mal? A culpa é da mãe que só lhe dá porcaria.

Ainda não fala? A culpa é da mãe que lhe faz tudo.

E pior, algumas vezes, dou por mim a culpar-me mesmo antes de alguém, disfarçadamente, o fazer. Mãe é mesmo assim, “Mães têm as costas largas”.

Então é bom que, nós mães, não nos esqueçamos de duas coisinhas:

Uma, é que ter arcaboiço para aguentar com estas culpas todas com leveza e um sorriso, requer maturidade e confiança, que por vezes demoram a chegar. Trabalhemos para isso. Não tentemos (apenas) mudar o que os outros dizem, mudemos a forma como isso nos afeta.

Outra, é que (por essa ordem de pensamento) as mães também têm culpa daquela mão que ele esticou ao amigo, daquela nota boa que ele tirou na escola, do obrigado que disse ao empregado de mesa, do seu lindo sorriso, and so one, and so one….

Cinderela

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s