A minha bicicleta

O meu gosto pelas duas rodas já vem de longe… até onde a minha memória consegue retroceder. Pensando bem, desde sempre gostei de andar de bicicleta!

Bem, na verdade, o meu primeiro desejo foi ter um triciclo, mas a luxação congénita com que nasci não deixava os meus pais oferecerem-me um!

Chegado o grande dia de ir à consulta anual no Hospital Maria Pia, o ortopedista disse aos meus pais: “não lhe devem dar um triciclo, devem é dar-lhe uma bicicleta!” Lembro-me hoje deste episódio como se estivesse a agora a vivê-lo! Era tudo e ainda mais do que eu esperava ouvir!

Saímos do Hospital com o fantástico aval e fomos a uma loja de bicicletas que ficava situada muito próximo da Estação de São Bento, no Porto, e compramos a minha primeira Bicicleta…era lilás e verde e foi o melhor presente que recebi em toda a minha vida!

Transportámo-la no comboio até casa e depois de algumas voltas, o meu pai retirou-me as duas rodinhas de trás! E, a partir daí, foi sempre uma das minhas grandes e fiéis companheiras!

Fui crescendo e com saudade, tive de deixar a minha companheira de tantas aventuras e passar para um uma maior. Era uma bicicleta de montanha, branca e amarela fluorescente, com várias velocidades… Espetacular!

Andava com ela todos os dias: na primavera, no verão, no outono e até no inverno, quando o tempo o permitia. Nos dias em que tinha chovido gostava depois de passar por cima das poças de água e ver o efeito que fazia!

Nas estações mais quentes gostava de passear junto à praia e fazer algumas “acrobacias”, como (uma que ainda consigo fazer) …andar sem mãos!

Já na faculdade, depois de uma noitada a estudar e com o sol ainda a nascer, pegava na bicicleta, fazia alguns quilómetros pelas praias mais próximas e, por vezes, parava, dava um mergulho numa delas, ainda deserta para repor as energias, regressava a casa para descansar e preparar-me para mais uma noitada a estudar! Era uma forma de relaxar e dormir que nem um anjo!

Que belos tempos em que podia fazer o que queria à hora que desejava…

Agora, estou a “preparar” os meus filhos para me acompanharem nos belos passeios de bicicleta que sempre adorei fazer!

IMG_2516 (3)

E, com o bom tempo que se avizinha, anseio eu percorrer e descobrir algumas praias e paisagens que só com duas rodas conseguimos encontrar, fazendo jus ao Hygee, uma bela forma de estar e, que agora percebo, já praticava sem saber!

Venham os dias de sol e os passeios de bicicleta!

Bela

3 comments

  1. Bela, nem sabes como gostei de ler o teu artigo. Estou sempre a dizer às minhas filhas que a minha bicicleta era tudo para mim! Ao comando da minha bicicleta tudo era possível! Anos mais tarde fui até Santiago de Compostela de Bicicleta com o meu marido e sonhamos um dia fazer esse passeio com elas!
    Para quando uma volta de bike? Nocturna, também tem encanto. Encontramo-nos na estação da Granja? É só dizeres quando….

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s