Vamos mudar mentalidades…

Um dia deste, por um acaso feliz, encontrei um artigo super interessante, sobre um psicólogo, professor e investigador espanhol, Alfredo Hernando Calvo, e que me prendeu a atenção.

Hernando viajou pelo mundo durante 9 meses para conhecer os projetos educativos mais inovadores e criativos do mundo; 50 escolas em 20 países diferentes. Na altura em que o artigo foi escrito nenhuma das escolas era portuguesa. Não quero com isto dizer que não existam projetos fantásticos no nosso país, mas  há ainda um longo caminho a percorrer e conhecer bons exemplos nunca é demais!

Esse artigo apresenta 10 ideias económicas e fáceis de implementar, que poderão ajudar a criar uma sala de aula inovadora. Depois de as ler fiquei ainda com mais certeza de que na maioria das vezes, as mudanças são difíceis de implementar não pela falta de recursos económicos mas porque não mudamos as mentalidades e formas de pensar. O problema está mais nas cabeças do que nos bolsos!

10 sugestões para tornar a sala de aula mais inovadora

  1. Ordenar as mesas em equipa – incentivar o trabalho cooperativo e em grupo contrariando a tradicional organização da sala em fila.
  2. Utilizar as paredes como ardósias – quer através da utilização de papel vinílico ou de tinta que imita ardósia, é possível estender o quadro pelas restantes paredes da sala.
  3. Abrir uma janela digital – abrir a sala de aula ao mundo através da utilização do quadro interativo para aceder à internet.
  4. Utilizar a parede toda e todas as paredes – as paredes que estiverem livres podem ser utilizadas para escrever frases positivas e de incentivo, para afixar as regras da sala de aula/escola escritas pelos próprios alunos, etc.
  5. “Descentrar” o foco da atenção – o foco deve estar nos grupos de trabalho e não no professor, é importante que ele circule pela sala, que mude o lugar da sua secretária de modo a estar integrado no meio dos alunos.
  6. Levar a aula para fora da sala – a sala de aula é qualquer lugar onde se aprenda algo, incentivar a mudança de ambiente, e explorar todos os locais que existem dentro da escola.
  7. Utilizar as janelas para escrever – fornecer marcadores próprios para escrever nos vidros deixando que os alunos os utilizem para fazerem lista de objetivos, organizarem os trabalhos de grupo, colarem post-its, etc.
  8. Criar varais – uma simples corda, fio de pesca ou arame podem servir como suporte temporário para expor trabalhos.
  9. Dar atenção à iluminação – ter salas de aula claras e com boa luminosidade.
  10. Envolver os alunos no processo – pedir-lhes sugestões e ensinar-lhes a resolverem os problemas de forma coletiva e colaborativa respeitando as necessidades individuais. Dar-lhes a conhecer exemplos de sucesso.

Sim, é verdade, a escola precisa de mudar… e nós?? Será que nós também não precisamos de mudar? Será que, em menor escala e com a devida adaptação, conseguiríamos transpor estas premissas para as nossas casas? Não serão, a escola e as outras instituições, um espelho daquilo que nós somos? Estaremos a educar os nossos filhos para serem pessoas felizes, participativas e que acreditam nas suas capacidades?

texto blog julho

Se calhar continuamos a não tirar as tampas dos frascos

Até breve

Texto e fotos Ariel

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s